Fontes

Um banco de contatos com fontes qualificadas de diversas áreas de atuação e do conhecimento para a produção de reportagens sobre a violência contra as mulheres. Para mais contatos e informações, ligue para o Instituto Patrícia Galvão: (11) 94481-9443.

Limpar filtros

Mariana G. Valente

Atuação

Advogada; doutora em Sociologia Jurídica pela Faculdade de Direito / USP. Área de atuação: gênero e Internet; violência de gênero online; enfrentamento jurídico à violência contra a mulher; Judiciário e direitos das mulheres; direitos humanos e Internet; acesso à cultura e ao conhecimento (direito autoral). Diretora do InternetLab; Professora da Universidade de St.Gallen, na Suíça.

E-mails

[email protected]

Local
/

Sônia Coelho

Atuação

Assistente social, Integrante da SOF- Sempreviva Organizaçao feminista e da coordenação Nacional da Marcha Mundial e Mulheres

E-mails

[email protected]

Local
/

Simony dos Anjos

Atuação

cientista social (Unifesp), mestre em Educação (USP) e doutoranda em Antropologia (USP). É integrante da Rede de Mulheres Negras Evangélicas e da Marcha de Mulheres Negras de São Paulo. Atua no campo de comunicação de direitos sexuais e reprodutivos e mulheres religiosas e na discussão de fundamentalismo religioso e política brasileira

E-mails

[email protected]

Local
/

Patrícia Maeda

Atuação

Juíza do Trabalho Substituta no TRT15. Pós-doutoranda, doutora, mestra e graduada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo - USP. Presidente da Comissão de 1º Grau de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral e Sexual do TRT15. Coordenadora do Grupo de Estudos sobre a Diversidade da Escola Judicial do TRT15. Colaboradora no GT para desenvolvimento de Protocolo para Julgamento com Perspectiva de Gênero no Conselho Nacional de Justiça - CNJ (2021).

E-mails

[email protected]

Local
/

Eliana Faleiros Vendramini Carneiro

Atuação

Promotora de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo e Coordenadora do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos - PLID. TRABALHO ESPECIFICAMENTE COM PESSOAS DESAPARECIDAS E A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA TEM SIDO UMA DAS CAUSAS DO DESAPARECIMENTO FORÇADO DE MULHERES (QUANDO VÍTIMAS DE FEMINICÍDIO) E APARENTEMENTE "VOLUNTÁRIO" (QUANDO DEIXAM SEUS LARES PARA EVITAR O FEMINICÍDIO).

E-mails

[email protected]

Local
/

Aline Yamamoto 

Atuação

Especialista de enfrentamento à violência contra as mulheres do escritório da ONU Mulheres no Brasil. Graduada em Direito pela USP, Mestre em Criminologia e Execução Penal pela Universidade Autônoma de Barcelona, pós-graduada em Direitos Humanos das Mulheres pela Universidade do Chile, ex-secretária nacional adjunta de enfrentamento à violência contra as mulheres (2015/2016) e membro da União de Mulheres de São Paulo. Tem experiência nas áreas de Direito Penal, políticas públicas e pesquisa.

E-mails

[email protected]

Pedidos de entrevistas devem ser encaminhado para a assessoria de comunicação da ONU Mulheres.

Local
/

Flavia Piovesan

Atuação

Advogada e vice-presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos

E-mails

[email protected]

Local
/

Albertina Duarte Takiuti

Atuação

Coordenadora de Politicas para Mulher / Coordenadora do Programa Saude do Adolescente do estado de São Paulo

E-mails

[email protected]

Local
/

Fabiana Galera Severo

Atuação

Defensora pública federal na Defensoria Pública da União em São Paulo. Mestra e doutoranda em Direitos Humanos pela Faculdade de Direito da USP

E-mails

[email protected]

Local
/

Paula Sant’Anna Machado de Souza

Atuação

Defensora Pública do Estado de São Paulo

E-mails

[email protected]

Local
/