12º Anuário Brasileiro de Segurança Pública (FBSP, 2017)

Instituição/Orgão: Âmbito:: Ano:

Sobre o feminicídio

Em 2017 houve 4.539 homicídios de mulheres, representando um aumento de 6,1% em relação ao ano anterior. Desse total, 1.133 foram registrados como feminicídios.

Sobre a violência doméstica

Foram registrados 221.238 casos de lesão corporal dolosa enquadrados na Lei Maria da Penha em 2017, o que significa 606 casos por dia.

Sobre o estupro

Foram contabilizados 60.018 estupros em 2017, um aumento de 8,4% em relação a 2016.

Sobre o Anuário

O objetivo é suprir a escassez de dados consolidados de forma sistematizada oferecendo análises a partir de dados de registros policiais sobre criminalidade, informações sobre o sistema prisional e os gastos com segurança pública.

As fontes de informação utilizadas neste 12º Anuário incluem: bases de microdados de Mortes Violentas Intencionais (HD, LCM, latrocínio, MDIP, etc.) e estatísticas consolidadas enviadas pelas UFs; instrumento de coleta a ser preenchido pela equipe técnica do FBSP a partir dos dados disponíveis divulgados nos sites das Secretarias Estaduais de Segurança Pública; e questionário simplificado preenchido pelos/as gestores/as.

Observações

“Os números de violência contra a mulher devem ser ainda maiores, já que Distrito Federal, Espírito Santo, Tocantins, Mato Grosso e Roraima não informaram os dados. As piores taxas estão em Santa Catarina, com 225,9 casos a cada 100 mil habitantes, seguida por Mato Grosso do Sul (207,6) e Rondônia (204,9).”

Segundo Samira Bueno, diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o estupro é o crime mais subnotificado dos dados. “A mulher tem vergonha, a mulher tem medo. É muito pior do que parece”.

Sobre a metodologia adotada, acesse aqui

Veja o infográfico Segurança em Números 2018 JPG

Para saber mais: Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2018 (FBSP, 09/08/2018)

Faça o Download da pesquisa completa
    Temas